Festival de Curtas da Árvore de Livros

Um projeto gratuito que estimulou a leitura e formou pequenos cineastas

Mais de 160 escolas Participantes
Mais de 9.000 livros Emprestados no mês
Mais de 300 filmes Produzidos pelos alunos

Imagine seus alunos produzindo um filme que vai passar no cinema.

Foi isso o que a Árvore promoveu em seu 1° Festival de Curtas.

Com o objetivo de incentivar o hábito da leitura, a Árvore de Livros convidou jovens de todo o Brasil a se apaixonarem pelo universo da literatura a partir de um diálogo com o cinema. O 1º Festival de Curtas da Árvore, projeto gratuito, foi dedicado às turmas de 8º e 9º ano do Ensino Fundamental. Durante dois meses, alunos e professores tiveram acesso à plataforma da Árvore e a um acervo com 20 livros digitais. Além disso, contaram com sugestões de atividades de produção de vídeos, criação de roteiro, técnicas de fotografia e contextualização literária. O trabalho final foi a produção de um curta-metragem de 5 minutos, inspirado em um dos livros disponíveis na plataforma e selecionado pelos alunos.

Os curtas recebidos foram avaliados por um júri extremamente competente, composto pela escritora Bárbara Morais, pelo CEO da Árvore João Leal e pelo ator Wagner Moura. Os participantes foram premiados em 6 categorias: melhor ator, melhor atriz, melhor roteiro, melhor diretor, melhor produção e melhor filme. E tem mais! Todos os vencedores receberam seus troféus e o melhor filme foi exibido em um cinema para toda a turma assistir!

Participar do Festival de Curtas, para mim, foi uma oportunidade. Ampliei meus conhecimentos e constatei que quando envolvemos os alunos, aproximamos a aprendizagem da realidade e utilizamos recursos inovadores, conseguimos despertar o interesse dos alunos, a aprendizagem passa a ser uma consequência. Foi assim, divertido e profundo.

Rosângela Diretora do Colégio Cidadão do Amanhã

Para os alunos, está sendo uma alegria tremenda, uma satisfação imensa participar desse projeto, da produção de um curta-metragem. Agradecemos, principalmente, pelas leituras que estamos fazendo dos livros, são narrativas e poesias maravilhosas (...). O aprendizado tem sido fabuloso, sem palavras, a gente só agradece.

Alessandro Professor da Escola Alternativa